Infelizmente a natação não é um mar de rosas. Seria épico ter todas as estrelas do esporte disputando as Olimpíadas do Rio, mas justamente por ser Olimpíadas, sabemos que não há lugar para todos (uma verdade tanto para atletas quanto para o público).

A maior ausência da natação para nós brasileiros definitivamente é Cesar Cielo. O único campeão olímpico da história brasileira nesse esporte terminou sua principal prova, os 50 livre, com o terceiro tempo, abaixo do índice, mas sem conquistar uma das duas vagas possíveis.

Cielo, há dois ciclos dominou praticamente todas as principais disputas do mundo da prova. Nos 50 livre, foi campeão olímpico em 2008 e bronze em 2012. Tri-campeão mundial consecutivo: 2009, 2011 e 2013. É o atual recordista mundial da prova. Ainda foi medalha de bronze nas Olimpíadas de 2008 nos 100 livre, campeão mundial da prova em 2009 e também detentor do recorde mundial. Justamente na edição olímpica em casa, não estará presente.




cielo - ausencias

Outra ausência sentida será Kosuke Kitajima. O japonês pode ser talvez considerado o maior nadador da história do nado peito. Ele mudou literalmente a forma de se nadar a prova e é o principal responsável pela adição da golfinhada na filipina (mesmo que de uma forma negativa). Esteve nas últimas quatro finais olímpicas da prova dos 100 peito: 2000, 2004, 2008 e 2012, sendo que nas edições de Atenas foi campeão olímpico. Bicampeão olímpico tanto nos 100 quanto nos 200 peito!

Ainda possui 8 medalhas individuais em campeonatos mundiais de longa e iria para sua quinta olímpiada. Após a seletiva japonesa, Kosuke anunciou aposentadoria.

kitajima - ausencia

Outro veterano que não se classificou foi o sul-africano Roland Schoeman, com 36 anos.. Com o auge da carreira nas Olimpíadas de 2004, onde foi campeão olímpico no 4×100 livre histórico com recorde mundial, vice-campeão olímpico dos 100 livre e bronze nos 50. Schoeman é um dos responsáveis pela evolução da natação sul-africana, que trouxe nomes icônicos como a nova geração de campeões olímpicos Chad Le Clos e Cameron van Der Burgh, estes presentes no Rio.

ATHENS, GREECE - AUGUST 20:    Schwimmen: Olympische Spiele Athen 2004, Athen; Freistil 50m / Maenner / Finale / Siegerehrung; Duje DRAGANJA / CRO - Silber -, Gary HALL / USA - Gold -, Roland Mark SCHOEMAN / RSA 20.08.04.  (Photo by Vladimir Rys/Bongarts/Getty Images)

Ao contrário de Schoeman, Tyler Clary teve seu auge agora em Londres, onde foi campeão olímpico dos 200 costas, em cima de Ryan Lochte. Em pódios de mundiais desde 2009, o nadador não teve um bom ciclo olímpico desde seu ouro em 2012 e ficou de fora de todas as provas que participou na seletiva americana. Também anunciou sua aposentadoria.




tyler clary - ausencias

Ainda sobre americanos campeões olímpicos ausentes no Rio, Matt Grevers tinha apenas uma carta na manga na seletiva olímpica: justamente a prova em que foi campeão olímpico em 2012 e vice-campeão olímpico em 2008: os 100 costas. Prova ainda em que foi campeão mundial em 2013 e bronze em 2015.

matt grevers - ausencia

Fora isso, as americanas Caitlin Leverenz, medalha de bronze nas Olimpíadas de Londres nos 200 medley e Jessica Hardy que foi durante um bom tempo recordista mundial dos 100 peito, além de ter ajudado os EUA a levarem o ouro no 4×100 medley e bronze no 4×100 livre em Londres.

caitlin leverenz jessica hardy - ausencias

Uma prova que terá a ausência de duas importantes chinesas é os 200 borboleta. Em suma, a China dominou os últimos dois ciclos olímpicos na prova com essas duas nadadoras. Jiao Liuyang é a atual campeã olímpica, além de ter sido prata nas Olimpíadas de 2008, ainda foi campeã mundial da prova em 2011. Já Liu Zige, venceu a edição de 2008 (com a dobradinha chinesa em casa), foi prata no mundial de 2009, bronze no Mundial de 2011 e venceu depois o Mundial de Barcelona em 2013, além de ser a detentora de um dos mais difíceis recordes mundiais a serem batidos: 2’01’’81.

liu zige jiao liuyang - ausencia





Ausência em provas

Fora isso, há atletas que estarão presente no Rio, porém não irão competir suas principais provas:

James Magnussen não nadará nem os 50, nem os 100 livre
Estará no Rio para o 4×100 livre da Australia

Florent Manaudou não nadará os 100 livre.
Irá em busca do bicampeonato olímpico nos 50 livre, além de nadar também o 4×100 livre francês

Danila Izotov não disputará os 200 livre.
Sempre entre os principais nadadores da prova, tentará subir a mais um pódio olímpico pelo 4×200 russo

Missy Franklin não defenderá o título nos 100 costas
Missy estará nas provas dos 200 livre e 200 costas, além do revezamento 4×200 livre. Mas nos 100 costas não teve um bom desempenho na seletiva.

Ryan Lochte não nadará nem os 200 costas, nem os 400 medley
Presente nos últimos dois pódios olímpicos dos 200 costas, além de ter ganhado medalha nessa prova em cinco diferentes mundiais, Ryan Lochte só nadará os 200 medley no Rio. Nos 400 medley, esteve no pódio nas últimas duas edições olímpicas.